Criatividade e Identidade

    
A criatividade ou identidade artística é a forma com que um indivíduo formula, através das próprias visões e experiências, uma concepção ou análise utilizando, às vezes elementos interiores (do artista) e às vezes os agentes externos ou ainda os dois ao mesmo tempo.
  
  No desenho ou na arte a personalidade (identidade) é o elemento fundamental para diferenciar um grande artista dos outros enquanto a criatividade age como um adicional. Existem muitos artistas com criativos, mas se não são detentores de uma personalidade são logo ultrapassados, pois a criação pode ser copiada em tempo real enquanto a identidade leva-se muito tempo para adquirir e, mesmo assim, não pode ser copiada por inteiro. 
"criatividade é o processo que resulta em um produto novo, que é aceito como útil, e/ou satisfatório por um número significativo de pessoas em algum ponto no tempo" (Stein, 1974)
    Não pretendo analisar criatividade e identidade no que tange a psique humana, nem o processo químico-físico no ser humano, mas sim os processos simples e tangíveis da relação arte, criatividade e ser humano.


Identidade/ Personalidade

    Como o próprio estudo da psicologia diz, a personalidade do indivíduo é iniciada desde a formação física, ainda no útero e decorre por quase toda vida. Na arte não é diferente, qualquer pessoa que inicia seus estudos neste ramo vai ter contato com vários trabalhos e obras artísticas e com o tempo e a aquisição de uma análise crítica própria, umas obras agradarão mais que outras.  Á partir deste momento, a personalidade já estará tendo influência sobre a forma de como o indivíduo digere as características visuais. Conforme os estudos progridem, um grupo de artistas selecionado pelo indivíduo exercerá influência sobre sua obra, conscientemente ou não, gerando a identidade. 

Mas e daí, o que isso tem a ver comigo? Tá parecendo matéria de sociologia!

    O artista ou desenhista que tiver consciência destes acontecimentos poderá direcionar o caminho em que poderá trilhar, envergando para o lado que mais for adequado ao seu desenvolvimento artístico. Por exemplo, alguém que deseja que seus trabalhos tenham características mais soltas e agressivas poderá buscar esta influência no “grafite” de rua ou mesmo na música.

Idéia e Criatividade

    Já ouviram falar: “a minha fonte de criatividade secou”? Há quem acredite que a idéia é um estralo que acontece na cabaça, hora ou outra, e é bom pegar antes que vá embora. Outros acreditam que as idéias são acontecem na cabeça de pessoas favorecidas intelectualmente. Poesias a parte, a criatividade não acontece do nada. A idéia pode aparecer a qualquer momento, mas ela também não surge do além, ela é formada de fragmentos de pensamentos ou no desenvolvimento de um estudo, ou ainda na resolução de um problema. 

Mas então é possível cultivar a criatividade?

    Não só é possível como muitos artistas ou outros profissionais já a cultivam, colhem seus frutos e os saboreiam. Já notaram que as pessoas mais criativas são aquelas que estão em constante esforço seja trabalhando ou estudando? É importante salientar que a pressão exercida sobre a produtividade é diferente para cada um, uns produzem melhor com pressão e outros não. Mas o ponto é que estes profissionais estão desenvolvendo e absorvendo constantemente. 

Então algumas dicas para regar sua horta criativa:

- Não fique só num tema ou área de atuação! Procure inspiração ou mesmo conhecimento em todos os campos do conhecimento. Não há nada a perder, no máximo você vai ficar mais inteligente.
- Procure consumir o novo, o diferente, o caminho não comum. Não dispense o clássico, mas tenha em pauta sempre o diferente.
- TRABALHE A IDÉIA!!! Existe uma teoria que diz que, quando alguém tem uma idéia, três outras estão tendo a mesma idéia ao mesmo tempo em algum lugar do mundo. Se esta teoria é verdade ou não quem sou eu pra discordar, mas a questão é que se trabalharmos a idéia inicial, lapidando aqui ou ali, é provável que seja única.
- Orgulho é requisito obrigatório para o artista. Não to dizendo para o artista ser um boçal e estúpido como é o caso de muitos músico e artistas, mas ter orgulho pelo trabalho, pela obra é ótimo, pois fortalece contra a crítica destrutiva que irão aparecer ao longo da vida.
- Olhe a vida de outro ângulo. Quando achar que já viu tudo, olhe por outro ângulo. Lembram-se do filme “Sociedade dos Poetas Mortos”? Então, aqui se encaixa perfeitamente.

Ok?

Bom, espero este post ajude alguém, ao menos dê outras perspectivas e que meu texto não tenha sido parecido com um livro de auto-ajuda.

Nenhum comentário:

Também poderá gostar de: